Notícias

NOTA - COVID-19 - Nº 211 - 16/11 - Indaiatuba registra mais um óbito com exame positivo para Coronavírus

  • Publicação: 16/11/2020 16:24h
  • Redator(es): Laís Fernandes
  • Release N.º: 869

Foto

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria de Saúde informa hoje, segunda-feira (16), o registro de mais um óbito com resultado positivo para Covid-19 e total é de 239 mortes pela doença. O Departamento de Vigilância Epidemiológica confirma mais 49 casos positivos e total chega a 8.170 pessoas infectadas.

A vítima é um homem de 32 anos, chegou em óbito no Haoc (Hospital Augusto de Oliveira Camargo) no sábado (14), exame constatou infecção por Covid-19. O paciente possuía hipertensão e obesidade. O Departamento de Vigilância Epidemiológica recebeu a declaração do óbito hoje. A administração municipal lamenta a morte e presta condolência aos familiares e amigos.

Atendimento

O cidadão que estiver com sintomas pode iniciar seu atendimento pelo Minha Saúde Teleatendimento Covid-19. A pessoa é submetida a um questionário e depois, se houver realmente a suspeita da doença, o atendimento é direcionado a um médico de plantão, que fará a consulta por meio de vídeo e encaminhará a pessoa para a realização de exame nas Unidades de Saúde. Para dúvidas também há o atendimento pelo WhatsApp (19) 9 9779-3856.

Situação Epidemiológica

Na data de hoje foram acrescentadas 180 novas notificações ao todo são 39.783, outros 49 casos positivos de Covid-19 foram somados, além disso, foram descartados 179 suspeitos. Sendo assim, Indaiatuba possui 8.170 confirmados, desses 239 evoluíram a óbito; 7.916 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar e 15 confirmados continuam internados, quatro a mais que o dia anterior. Ainda há outros 697 casos suspeitos aguardando resultado. Atualmente há 24 pessoas internadas em leito clínico e 14 em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). A taxa de ocupação dos leitos clínicos é de 44% para o Haoc e 21% para o Hospital Santa Ignês, referente aos leitos de UTI para o Haoc é de 54% e para o Hospital Santa Ignês 13%.


Notícias relacionadas