Relações Institucionais

 

Notícias

Secretaria de Saúde de Indaiatuba promove ações para prevenção da sífilis e da sífilis congênita nos próximos dias

  • Publicação: 19/10/2021 11:05h
  • Redator(es): Gabriel Beccari
  • Release N.º: 1269

Foto

Foto: Divulgação RIC/PMI

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou na manhã desta terça-feira (19), as ações que serão realizadas nos próximos dias, para a prevenção da sífilis e da sífilis congênita em Indaiatuba.

Na quinta-feira (21), das 8h às 13h, haverá uma ação de testagem rápida da sífilis, especialmente da sífilis em gestantes, no Ambulatório da Mulher, localizado na UniMAX, instituição de ensino do Grupo UniEduK, na Av. Nove de Dezembro, 460 – Jd. Pedroso. Na ocasião serão testadas as mulheres que estiverem no local para receberem algum atendimento.

No próximo sábado (23), a partir das 8h, no Parque Ecológico, próximo à concha acústica, haverá também a testagem rápida em todos que desejarem se prevenir contra a sífilis. O evento marca o início das comemorações de 30 anos do Parque Ecológico e deve durar pouco mais de três horas, onde alunos do Grupo UniEduK e os profissionais da Secretaria de Saúde, desenvolverão atividades com o público, voltadas à promoção da saúde, física e mental, com um foco especial no Outubro Rosa, mês de prevenção ao câncer de mama e câncer de colo de útero.

Em 27 de outubro, um encontro fechado acontecerá no Museu da Água apenas para agentes comunitários e de serviços de saúde. A 1ª campanha de mobilização para prevenção da sífilis e sífilis congênita, tem o objetivo de formar agentes multiplicadores da promoção e prevenção a saúde das IST/HIV/AIDS/HV. Os profissionais devem se deslocar até o Museu da Água, a partir das 14h e o encerramento está marcado para às 17h.

Sobre a sífilis

A sífilis é uma infecção causada pela bactéria Treponema pallidum que, na maior parte dos casos, é transmitida através da relação sexual sem proteção. Os primeiros sintomas são feridas indolores no pênis, no ânus ou na vulva que, se não forem tratadas, desaparecem espontaneamente e retornam depois de semanas, meses ou anos nas suas formas secundária ou terciária, que são mais graves.

Segundo a secretária adjunta da Saúde de Indaiatuba, Dra. Heloisa Salatino, a sífilis tem cura e o seu tratamento é feito através de injeções de penicilina, orientadas pelo médico de acordo com a fase da doença em que o paciente se encontra. “Embora a sífilis tenha cura, a melhor forma de se prevenir é fazer exames constantes e procurar por um atendimento em alguma unidade de saúde, os profissionais da Secretaria estão aptos para identificar qualquer anormalidade e solicitar o tratamento caso necessário, quanto antes for identificada a sífilis, mais rápida é a cura”.


Notícias relacionadas

Av. Eng. Fábio Roberto Barnabé, 2800 - M.D. - CEP: 13331-900
Telefones: (19)3834-9000 / 0800-770-7702

© Prefeitura Municipal de Indaiatuba