Relações Institucionais

 

Notícias

Balanço de quatro anos de Serviços Urbanos destaca coleta seletiva e urbanizações

  • Publicação: 10/12/2020 14:59h
  • Redator(es): Sirlene Virgílio Bueno
  • Release N.º: 954

Foto

Foto: Arquivo-Eliandro Figueira RIC/PMI

O balanço de quatro anos da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente destaca nove urbanizações de áreas de lazer, entre elas a conclusão do Parque Ecológico e o Parque da Criança. A implantação de um modelo mais eficiente de ecopontos, com containers subterrâneos distribuídos pela cidade, também marcou o período.

Para o engenheiro civil Leandro Dias de Souza, que dirige a pasta, muitos projetos importantes saíram do papel nos últimos quatro anos, sob o comando do prefeito Nilson Gaspar. “Conseguimos entregar novos espaços de lazer à população, concluímos projetos antigos, como a finalização da urbanização do Parque Ecológico, e ainda conseguimos manter os trabalhos de manutenção e limpeza de nossas áreas públicas com o padrão de qualidade que a população de Indaiatuba está acostumada”, ressaltou. “Também investimos em projetos voltados ao meio ambiente, incentivando o descarte correto de materiais e a coleta seletiva”, completou.

Dias lembrou que este ano, especificamente, a pandemia mudou um pouco a rotina de serviços da Secretaria, que passou a ser responsável, também, pela desinfecção dos prédios, praças e vias públicas. O trabalho é uma das medidas determinadas pelo prefeito Nilson Gaspar para conter o avanço de contaminação do novo coronavírus no município. A proposta é higienizar locais de maior concentração de pessoas, principalmente na região central da cidade, com a pulverização de uma solução de hipoclorito de sódio. Foram desinfetados pontos de ônibus, praças, unidades de saúde, Terminal Rodoviário, avenidas e ruas de maior movimento.

Urbanizações

A urbanização do final do Parque Ecológico, na rua Martinho Lutero, entre o Jardim Morada do Sol e o Jardim Paulistano, foi um dos principais trabalhos da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente no quadriênio. Entregue em dezembro de 2019, o espaço de lazer é composto por três lagos, campo de futebol oficial com vestiários, quadra poliesportiva, meia quadra de basquete em dois pontos, playground, pista de caminhada e ciclovia. O estacionamento foi projetado para ser convertido em um espaço para eventos. “Esta urbanização era bastante esperada pela população da zona sul, que ganhou um espaço de lazer completo e que valorizou bastante a região”, justificou o prefeito Nilson Gaspar.

Também em 2019 foi concluída a urbanização da área de lazer do loteamento Vale do Sol e foram revitalizadas as praças Luiz Mantoanelli, em Itaici, e Renato Villanova, conhecida como Praça do Cato, na Cecap.

Em 2018, foi inaugurada a área de lazer do Colinas I, que oferece quadra poliesportiva, quadra de tênis, academia ao ar livre; equipamentos de alongamento, playground e uma pista de caminhada.

No mesmo ano, foi entregue a urbanização da área de lazer do Conjunto Habitacional do Caminho da Luz, onde também foi construído um Centro Comunitário. O espaço localizado na rodovia Lix da Cunha totaliza mais de 5.000m², com academia ao ar livre, aparelhos para alongamento, playground, quadra poliesportiva, pista de caminhada, calçamento e iluminação.

A Prefeitura ainda reformou os banheiros das praças Rui Barbosa e Prudente de Moraes. A praça Prudente ganhou bancos novos, manutenção recente na fonte, uma repaginada no paisagismo e limpeza geral no calçamento.

O Parque da Criança foi o destaque de 2017. O parque aquático gratuito com um toboágua gigante e uma lâmina de água repleta de brinquedos como principais atrações é sucesso de público. A parte seca do parque tem um playground temático e quiosques para piquenique, além de lanchonete e uma tirolesa de 120 metros. Desde a inauguração, foram registrados 126.053 cadastros e mais de 147 mil agendamentos para a utilização das piscinas. Entre as atrações molhadas e secas o Parque recebeu mais de 250 mil visitantes. Este ano os agendamentos foram suspensos e o parque permanece fechado sem previsão de data para a reabertura, em virtude da pandemia de Covid-19.

A Prefeitura ainda entregou em 2017 a área de lazer do Parque Campo Bonito e a revitalização da Praça Francisco Xavier da Costa, onde funciona o CEO (Centro Especializado em Odontologia).

Desde 2017 a Secretaria de Serviços Urbanos instalou 49 academias ao ar livre, com equipamentos que são bastante requisitados pela população.

Meio Ambiente

Em quatro anos o projeto de Coleta Seletiva da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente recolheu aproximadamente 6.700 toneladas de materiais recicláveis, por meio dos 205 pontos de coleta que incluem os 39 ecopontos disponibilizados no município e mais os pontos em parceria com condomínios, empresas e associações.

Indaiatuba fecha 2020 com 35 locais beneficiados pelos ecopontos do modelo subterrâneo, no sistema MecLix, com destaque para 11 cruzamentos da avenida Ário Barnabé, que contam com a novidade desde dezembro do ano passado. O sistema é mais eficiente porque inibe invasões e vandalismo e torna o entorno do ecoponto mais limpo. O modelo antigo é mantido em apenas quatro endereços. Em todos eles podem ser depositados papel, plástico, vidro, metal e óleo de cozinha usado e devidamente embalado em garrafas plásticas.

O Ecoponto de Inertes contribuiu com esses números. Em funcionamento na avenida Artes e Ofícios, no Jardim João Pioli, desde 2018, neste ponto de coleta podem ser depositados entulhos de pequenas reformas, madeiras, lixo eletrônico e recicláveis em geral. A proposta é inibir descartes irregulares em terrenos e áreas verdes da cidade. O horário de funcionamento é das 7h às 19h, inclusive aos sábados e domingos.

Com a venda de todo o material reciclável coletado, separado e prensado no Centro de Triagem, que funciona no Aterro Sanitário, o município arrecadou cerca de R$ 700 mil no quadriênio, que foram repassados ao Funssol (Fundo Social de Solidariedade) de Indaiatuba.

Os projetos de meio ambiente da Secretaria incluem, também, a Usina de Biodiesel, que desde 2017 produziu mais de 63 mil litros do biocombustível que é feito a partir do óleo de cozinha usado. O material que não é aproveitado na produção é vendido para uma empresa que fabrica massa de vidro. O biocombustível é utilizado para abastecer a frota de caminhões e máquinas da Prefeitura e do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), o que gera economia aos cofres públicos, além do benefício ambiental. Em quatro anos foi calculada uma economia de aproximadamente R$ 200 mil com o abastecimento desses veículos.

A coleta dos pneus que são descartados pelas borracharias da cidade é outra ação do Departamento de Meio Ambiente. Entre 2017 e 2020 foram recolhidos cerca de 380 toneladas de pneus, que foram encaminhados para a reciclagem por meio de um convênio com a Anip (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos).

A equipe da Operação Cata-Bagulho recolheu quase 15 mil toneladas de materiais, que incluem objetos, móveis velhos e madeiras. O serviço atende toda a cidade, seguindo um cronograma que está disponível para consulta no site da Prefeitura.

Com a Usina de Compostagem que funciona no Aterro Sanitário foram produzidos 5.700m³ de composto orgânico. O adubo resultante dos galhos de podas de árvores que são triturados na usina, é utilizado nas áreas verdes do município. No Aterro de Inertes foram depositados 416 mil m³ de materiais.

No período, a Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente desenvolveu um novo modelo de Papa-pilhas para receber as pilhas e baterias de pequeno porte. Os coletores estão distribuídos em quatro pontos da cidade, incluindo o Museu da Água e o Terminal Rodoviário “Vereador Maurílio Gonçalves Pinto”.

O Projeto Ecobike realizou 22.164 empréstimos de bicicletas nesses quatro anos. O Ecobike foi inaugurado em 2012 e no ano passado o sistema de cadastro também mudou, passando a ser exclusivamente presencial, para otimizar o serviço que oferece quatro estações na cidade, sendo duas no Parque Ecológico, uma na Praça D. Pedro e uma na Praça do Cato. Desde 2012 foram realizados 16.062 cadastros e 89.741 empréstimos. As bicicletas são disponibilizadas gratuitamente, para incentivar a prática esportiva e facilitar o uso do equipamento como meio de transporte.

Arborização

Mais de 23 mil mudas de árvores passaram a compor a paisagem urbana de Indaiatuba nesta gestão. O número se refere à mudas que foram plantadas pela equipe do Meio Ambiente e também as que foram doadas pela Secretaria. Os munícipes podem solicitar o plantio de mudas nas calçadas por meio Projeto Click Árvore fazendo o cadastro pelo link disponibilizado no site da Prefeitura - https://www.indaiatuba.sp.gov.br/urbanismo/projeto-click-arvore/. São disponibilizadas algumas espécies específicas para esses plantios, que são realizados gratuitamente pela equipe da Secretaria. A mesma equipe também orienta sobre os cuidados necessários que o proprietário do imóvel deve ter com a muda para que ela cresça saudável.

A Prefeitura mantém um Viveiro Municipal de Produção de Mudas que foi implantado em 2014 pela Secretaria na Escola Municipal Ambiental Bosque do Saber, onde são produzidas e recuperadas cerca de 300 mudas por mês. A proposta do Viveiro é atender os projetos de reflorestamento de matas ciliares, que fazem parte do trabalho de recuperação de nascentes do município, e os demais projetos de plantio e doação de mudas desenvolvidos pela Secretaria. O banco de sementes é abastecido com sementes e matrizes coletadas da flora do município e conta com mudas de mais de 150 espécies de árvores nativas.

Proteção animal

Em quatro anos o Centro de Reabilitação Animal (CRA) realizou mais de 20 mil cirurgias de castrações gratuitas, recolheu 926 animais e realizou 854 doações de cães e gatos.

Em 2017 o site da Prefeitura passou a disponibilizar fotos de animais que estão no CRA aguardando por adoção. Todos os filhotes e adultos, disponíveis para a adoção são castrados, vacinados e microchipados, com informações e identificação do proprietário. Para a adoção é necessário apresentar o documento de Identidade (RG) e um comprovante de endereço, além de preencher uma ficha padrão. O processo é simples, mas a pessoa interessada em levar um novo amigo para casa precisa entender que a adoção exige responsabilidade.

O cuidado com a infraestrutura do CRA também é contínuo. Por isso a Secretaria de Serviços Urbanos dá andamento à obra de ampliação e reforma do espaço, com o objetivo de ampliar a capacidade de acolhimento e permanência de animais. Entre as novidades está a construção de mais oito canis e de 16 baias na área de pré e pós-operatório para melhor acomodar os animais doentes que são recolhidos pela Prefeitura e os que estão em tratamento. A obra tem previsão de ser concluída no início de 2021.

Desde 2017 a Prefeitura ainda encaminhou 659 animais silvestres para a Associação Mata Ciliar, onde recebem os cuidados necessários para serem reencaminhados à natureza, posteriormente. O convênio com a Associação foi firmado em 2015.

O prefeito concluiu que nos últimos quatro anos foram colocados em prática muitos projetos importantes para o município na área de urbanismo e meio ambiente e que a equipe já está trabalhando em novos projetos para os próximos anos. “A urbanização do Parque Ecológico do Buru, que já foi iniciada este ano, é um deles. “Já iniciamos as obras com a limpeza do leito do córrego que é afluente do Rio Buru, e formamos lagos no primeiro trecho. Em uma segunda etapa dos trabalhos instalaremos pista de caminhada, ciclovia, playground e academia ao ar livre para atender os moradores da região”, finalizou.


Notícias relacionadas

Av. Eng. Fábio Roberto Barnabé, 2800 - M.D. - CEP: 13331-900
Telefones: (19)3834-9000 / 0800-770-7702

© Prefeitura Municipal de Indaiatuba